CLIPPING

Reformulação de Saeb e Enem é tema de webinário

24/09/2020 15:50


Em evento online, Alexandre Lopes falou sobre os novos formatos das avaliações em larga escala aplicadas pelo INEP. Saeb passará a ser anual


O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, detalhou as mudanças e o processo de implementação dos novos formatos do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em webinário promovido pelo portal de educação e-docente, nesta quarta-feira, 23 de setembro, Lopes esclareceu os motivos e os impactos da reformulação das avaliações em larga escala realizadas pelo Inep.  

Alexandre Lopes chamou a atenção para o fato de as avaliações externas possibilitarem a elaboração de políticas educacionais eficientes de maneira mais rápida e oportuna. “Os processos avaliativos permitem que a troca de experiência e boas práticas entre escolas e redes de ensino ocorra de forma mais rápida. Podemos trabalhar a capacitação de professores de forma mais customizada. Com ciclos mais curtos, alcançamos tudo aquilo que a gente consegue com uma avaliação externa, mas de forma mais intensa e rápida”, disse. 

Novo Saeb – A partir de 2021, o Saeb passará a ser aplicado anualmente. De acordo com Lopes, com aplicações em um intervalo menor de tempo, será possível ter um acompanhamento mais preciso dos desempenhos de alunos, professores e gestores das redes de ensino, o que possibilitaria a implementação de políticas e programas educacionais mais imediatos, tendo as evidências da avaliação como subsídio. “Vamos usar o Saeb como uma forma de chegar ao aluno, à escola e dar informação ao professor, ao diretor e aos secretários de Educação para que eles possam produzir intervenções pedagógicas tempestivas”, pontuou.  

A nova avaliação contemplará alunos desde o 2º ano do ensino fundamental até a 3ª série do ensino médio, em todas as áreas de conhecimento. “A gente vai jogar luz sobre toda a educação básica. O professor vai saber qual o perfil dos alunos que está recebendo e como vai entregar os resultados no fim do ano”, destacou o presidente do Inep. De acordo com Lopes, o novo modelo também possibilita que docentes, diretores e gestão revejam ou reforcem estratégias, planos de aula e programas de ensino mais rápida e oportunamente. A perspectiva do Inep é aplicar o Saeb ao fim do ano (entre outubro e novembro) e realizar a devolutiva pedagógica até o fim de fevereiro, antes do início do período letivo, para que as condutas sejam revistas ou aperfeiçoadas em um tempo mais curto.  

Enem seriado – O Enem passará a ser aplicado, de maneira seriada, nos três anos finais da educação básica, correspondendo ao Saeb do ensino médio. Ainda assim, o exame continuará com a aplicação no modelo atual. “O Enem seriado não substitui o tradicional. Ele vai somar”, explicou o presidente do Inep. “É mais uma forma de o participante ingressar no ensino superior”, disse Lopes. Ainda segundo o presidente do Inep, o processo seriado diminui a pressão psicológica sobre os mais jovens e possibilita que fatores extraeducacionais interfiram menos no ingresso da população na universidade. “O aluno vai fazer a avaliação e, a depender do resultado, ele pode entrar diretamente na instituição de ensino superior, sem precisar passar pelo Enem tradicional”, ponderou. 

A implementação será feita de maneira gradual. Em 2021, a prova será aplicada, em formato digital, na 1ª série do ensino médio, para todos os alunos das redes públicas e privadas. A aplicação ocorrerá nas escolas e a matriz de prova será baseada nas disciplinas de língua portuguesa e matemática, em função da implementação dos currículos do novo ensino médio.   

Nova matriz – Com a reformulação do exame, a matriz de prova do Enem será substituída pela do novo ensino médio. O Ministério da Educação (MEC) e o Inep articulam a elaboração da nova matriz, juntamente com entidades educacionais, como a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). 

Saeb – Realizado desde 1990, o Sistema de Avaliação da Educação Básica é um processo de avaliação em larga escala, realizado periodicamente pelo Inep. O Saeb oferece subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas com base em evidências, permitindo que os diversos níveis governamentais avaliem a qualidade da educação praticada no país. Por meio de testes e questionários, a avaliação reflete os níveis de aprendizagem demonstrados pelo conjunto de estudantes. Esses níveis de aprendizagem estão descritos e organizados de modo crescente, em escalas de proficiência de língua portuguesa e de matemática, para cada uma das etapas avaliadas. A interpretação dos resultados do Saeb deve ser realizada com apoio das escalas de proficiência. Os resultados de aprendizagem dos estudantes, apurados no Saeb, juntamente com as taxas de aprovação, reprovação e abandono, apuradas no Censo Escolar, compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). 

Enem – Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. As provas da edição 2020 do exame estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa); e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital).


Fonte: Ministério da Educação

Veja também

Especialistas em EPT discutem importância da avaliação

14/05/2021 09:33

Nota de esclarecimento | Enem 2021

14/05/2021 09:31

Senado vai debater estratégia para retorno seguro às aulas presenciais

14/05/2021 08:13

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.