NOTICIA

Após revogação de portaria, comissão rejeita projeto sobre limite de pesquisadores em congressos

24/08/2021 06:58

Esclarecimentos sobre os cortes no orçamento do Ministério da Educação. Dep. Professor AlcidesPP - GO
Professor Alcides, relator do projeto de lei

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados rejeitou projeto que pretendia anular a portaria do Ministério da Educação que alterou as regras para afastamento do País de servidores da pasta, incluindo pesquisadores de universidades.


A Portaria 2.227/19, entre outras medidas, estabelecia que a participação de servidores de unidades, órgãos ou entidades vinculadas ao ministério em feiras, congressos e similares seria limitada a dois para eventos no País e a um para eventos no exterior.


Relator no colegiado, o deputado Professor Alcides (PP-GO) informou que, após a medida ter sido “criticada por organizações científicas, que se mobilizaram para pedir que o ministério revisasse o ato”, em fevereiro de 2020, a norma foi revogada com a edição da Portaria 204/20.


O relator considerou que, com a revogação da medida, o Projeto de Decreto Legislativo 1/20 e os apensados – PDLs 6,11, 26 e 84, todos de 2020 – perderam o objetivo.

Tramitação

A proposta será ainda analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada na CCJ, seguirá para o Plenário; se rejeitada, será arquivada.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Prouni 2022: MEC divulga terça-feira resultado de bolsas para universidades

08/08/2022 10:59

Novo calendário: Prazo da APCN é prorrogado para 30 de setembro

08/08/2022 09:59

Projeto cria exceções para permitir ocupação simultânea de duas vagas em cursos de graduação

08/08/2022 09:06

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

[email protected]

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.